notícias

Home » notícias

Atividade física ajuda no combate a ansiedade

A ansiedade é caracterizada pela sensação de apreensão, medo intenso e mal-estar. Pode apresentar-se com vários sintomas como o aumento da transpiração nas palmas das mãos e pés, aperto no peito, taquicardia, tremores, dores de cabeça, etc. Do latim anxietate, o termo ansiedade tem várias definições nos dicionários não técnicos: aflição, angústia, perturbação do espírito causada pela incerteza, relação com qualquer contexto de perigo.
 
 
Alguns pesquisadores a descrevem como sendo um estado apreensivo, medo, dúvida e expectativa, e é natural que estas “sensações” se apresentem em determinados contextos da vida, como um evento especial, período de avaliação escolar, momentos antes de uma entrevista de emprego, etc. 
 
Nestes casos, a ansiedade funciona como um sinal que prepara a pessoa para enfrentar o desafio e, mesmo que ele não seja superado, favorece sua adaptação às novas condições de vida daquele determinado momento. Porém, o que vem preocupando os estudiosos da área é o fato da ansiedade estar presente diariamente, em quase todas as ocasiões da vida do indivíduo, em estado recorrente de “preocupação excessiva ou expectativa apreensiva”, apresentando constantemente, sem conseguir manter o controle, podendo trazer prejuízo social e sofrimento psíquico e físico, inclusive propiciando o surgimento de algumas doenças.
 
Pessoas com tendência a ansiedade precisam reduzir o seu estresse diário, e uma das formas de conquistar este equilíbrio é por meio da prática de exercício físico pelo menos três vezes por semana em 30 minutos por diários, pois os exercícios aumentam a oxigenação no cérebro e protegem o sistema nervoso, além de auxiliarem a pessoa a lidar com estados de ansiedade, porque eleva a produção de serotonina, substância que aumenta a sensação de prazer no organismo. Geralmente, quando se encontra em estado de ansiedade é comum que contraia a musculatura, principalmente dos ombros, e relaxar a musculatura dessa região, girando lentamente os ombros e pescoço, pode aliviar a tensão, por isso a prática da atividade física se faz tão necessária.
 
Cuidar a alimentação introduzindo alguns alimentos que reduzem a ansiedade, como lentilha, arroz integral, sementes de girassol, abacate, banana e vegetais escuros. Leite, queijo, carnes, ovos e alimentos ricos em fibras, como frutas e grãos integrais e até mesmo o chocolate, favorecem a serotonina, o hormônio do bem-estar, também é uma opção importante.
 
Além disso, a busca por um bom terapeuta se torna uma tarefa essencial, a fim de levar o cliente a conseguir entender o que está ocorrendo com ele, e ajudá-lo a aprender a controlar a sua própria ansiedade, e livrar-se das sensações corporais tão desagradáveis. Portanto, o tratamento psicoterápico é o ideal para ansiedade, assim, terá o acompanhamento por um profissional psicólogo competente, que irá orientá-lo a lidar com esses quadros ansiosos no seu dia a dia.
 
A abordagem da psicologia mais eficaz para o tratamento da ansiedade, segundo a literatura, é a abordagem cognitivo-comportamental que oferece várias técnicas e procedimentos para o manejo e controle da ansiedade. Resgate a sua qualidade de vida!
 
“Um pedaço de pão comido em paz é melhor do que um banquete comido com ansiedade.” 
 
Matéria publicada pelo site Portal da Atividade Física

leia todas

© 2012 - Clínica Mega Training - Direitos reservados

atual interativa