notícias

Home » notícias

Musculação auxilia no tratamento de Parkinson

A atividade ajuda a recuperar a coordenação motora, aponta estudo. 
 
Tremor, rigidez muscular e desequilíbrio - essas são as principais manifestações da doença de Parkinson, que acomete 1% dos brasileiros com mais de 65 anos. Mas um estudo realizado na Universidade de Illinois, nos Estados Unidos, mostra que a musculação pode ser forte aliada no tratamento do transtorno. Durante dois anos, 48 pacientes foram submetidos a exercícios de resistência duas vezes por semana. Após esse período, eles relataram grande melhora na coordenação motora. "Nosso palpite é que o esforço muscular produzido na academia ativa e modifica as áreas cerebrais comprometidas pelo distúrbio", especula o neurocientista Daniel Corcos, autor do trabalho. Por outro lado, o pesquisador alerta: tenha cuidado com os excessos, porque eles até exacerbam as consequências do Parkinson. 
 
Mantendo o equilíbrio Portadores dessa enfermidade geralmente têm algum grau de descoordenação motora. Para compensar a deficiência, uma saída são as práticas com foco no balanço corporal, como ioga ou tai chi chuan, que ajudam a prevenir quedas, frequentes nesse grupo de pessoas. 
 
A importância do alongamento Atividades que estimulam a flexibilidade aplacam a rigidez muscular. Quanto mais alongadas estiverem as fibras que compõem os músculos, maior será a movimentação da articulação por ele comandada. Com isso, fica mais fácil caminhar, segurar um objeto qualquer, escrever um texto e assim por diante. 
 
*Matéria retirada do site Revista Saúde

leia todas

© 2012 - Clínica Mega Training - Direitos reservados

atual interativa